Saiba mais sobre insalubridade e como proteger seus funcionários

20/05/2024

Saiba mais sobre insalubridade e como proteger seus funcionários


A insalubridade é um termo utilizado para descrever condições de trabalho que podem prejudicar a saúde e o bem-estar dos trabalhadores. É um tema importante e relevante, pois a exposição a ambientes insalubres pode causar danos à saúde física e mental dos trabalhadores, além de afetar a qualidade e a produtividade do trabalho.

 

Graus de insalubridade

Existem três graus de insalubridade definidos pela NR 15: mínimo, médio e máximo. Cada grau de insalubridade corresponde a um percentual de adicional salarial que deve ser pago ao trabalhador exposto a essas condições. O adicional é calculado sobre o salário mínimo nacional e varia de acordo com o grau de insalubridade.

 

Grau mínimo de insalubridade: é caracterizado por atividades que apresentam risco à saúde, mas em níveis toleráveis. É definido como um risco potencial à saúde, mas com concentrações abaixo do limite de tolerância. 

 

Grau médio de insalubridade:  é caracterizado por atividades que apresentam riscos à saúde acima dos limites de tolerância, mas que podem ser neutralizados ou reduzidos pela utilização de equipamentos de proteção.

 

Grau máximo de insalubridade: é caracterizado por atividades que apresentam riscos à saúde acima dos limites de tolerância e que não podem ser neutralizados ou reduzidos pela utilização de equipamentos de proteção. São atividades que envolvem contato direto com agentes nocivos, como por exemplo, trabalhos com amianto ou com radiações ionizantes. 

Vale lembrar que a determinação do grau de insalubridade deve ser feita por um profissional habilitado e capacitado, que realizará uma avaliação das condições de trabalho e dos riscos à saúde do trabalhador. Essa avaliação é fundamental para que a empresa possa adotar as medidas de proteção adequadas e garantir a saúde e segurança dos seus funcionários.

 

Atividades insalubres

As atividades consideradas insalubres são aquelas que apresentam riscos à saúde do trabalhador, devido à exposição a agentes biológicos, químicos ou físicos nocivos. Esses riscos podem ser causados pela natureza do trabalho, pelo ambiente ou pela falta de medidas de proteção adequadas.

 

Algumas atividades comuns que são consideradas insalubres incluem:

 

  • Trabalhos em locais com umidade excessiva, como por exemplo, em câmaras frigoríficas, que podem causar doenças respiratórias, dermatites, entre outras;
  • Trabalhos em locais com calor excessivo, como por exemplo, em fornos, que podem causar insolação, desidratação, entre outros;
  • Trabalhos com exposição a ruídos excessivos, que podem causar perda auditiva irreversível;
  • Trabalhos com exposição a vibrações, que podem causar danos aos nervos e problemas circulatórios;
  • Trabalhos com exposição a poeiras, como por exemplo, em trabalhos com minérios, que podem causar doenças respiratórias;
  • Trabalhos com exposição a produtos químicos, como por exemplo, em indústrias químicas, que podem causar intoxicação, irritação na pele, problemas respiratórios, entre outros;
  • Trabalhos com exposição a radiações ionizantes, como por exemplo, em hospitais, que podem causar danos ao DNA, doenças respiratórias, entre outros.

 

Como proteger os trabalhadores de ambientes de atividades consideradas insalubres

Para proteger os trabalhadores de ambientes insalubres, é fundamental que a empresa adote medidas de proteção adequadas, visando minimizar ou eliminar os riscos à saúde. Algumas medidas que podem ser adotadas incluem:

 

  • Avaliação das condições de trabalho: A empresa deve contratar um profissional capacitado para avaliar as condições de trabalho e identificar os riscos à saúde dos trabalhadores. Com base nessa avaliação, devem ser implementadas medidas preventivas e corretivas para minimizar os riscos identificados.
  • Uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs): Os EPIs são equipamentos de proteção individual, como por exemplo, luvas, óculos de proteção, máscaras respiratórias, entre outros, que devem ser fornecidos pela empresa e utilizados pelos trabalhadores expostos a riscos à saúde.
  • Ventilação adequada: É importante que o ambiente de trabalho seja adequadamente ventilado, com a finalidade de minimizar a exposição dos trabalhadores a agentes nocivos presentes no ar, como poeiras, vapores químicos, entre outros.
  • Implementação de práticas de higiene adequadas: A empresa deve fornecer instalações sanitárias adequadas, vestiários, chuveiros e locais para a lavagem das mãos, para que os trabalhadores possam realizar a higiene pessoal e evitar a contaminação por agentes nocivos.
  • Treinamento e conscientização dos trabalhadores: A empresa deve capacitar e conscientizar seus trabalhadores sobre os riscos à saúde presentes em seu ambiente de trabalho,  bem como sobre as medidas de proteção necessárias. Os trabalhadores também devem ser encorajados a relatar quaisquer problemas de saúde relacionados ao trabalho imediatamente para que possam receber tratamento médico adequado.


 


Compartilhe essa postagem

Entre em
contato

Para melhor atendermos você, informe:

*Ao preencher o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade.